Página inicial » Destaques » boto-cinza: o brincalhão do mar

boto-cinza: o brincalhão do mar

Um atrativo turístico para o Lagamar é o boto-cinza, o mar é um universo cheio de sons e sabores únicos, despertando um espírito curioso e investigativo onde tudo pode se tornar um brinquedo para ser lançado acima ou carregado debaixo d’água...

Um atrativo turístico singular para o Lagamar é o boto-cinza. Assim como os turistas, ele adora comer uma tainha. Na verdade ele gosta é de comer. Come tainha, parati, lula, camarão e o que mais o mar puder oferecer. Possuem uma camada de gordura considerável, mas nada têm de sedentários. São capazes de perseguir suas presas em altas velocidades e com estratégias de caça individuais ou coletivas. Os cientistas o chamam de Sotalia guianensis e já registraram animais que mediam até 2,06 m de comprimento ou pesavam tanto quanto 121 kg. Quando nascem eles são rosados, cheios de rugas e mal consegue nadar, ficam sempre ao lado da mãe. Logo aprendem que o mar é um universo cheio de sons e sabores únicos, despertando um espírito curioso e investigativo onde tudo pode se tornar um brinquedo para ser lançado acima ou carregado debaixo d’água. Conforme crescem, tornam cada vez mais cinzas e cada vez mais independente, caçando sozinhos ou participando de grandes pescarias coordenadas entre vários botos.

A espécie habita regiões costeiras do Oceano Atlântico ao longo da América do Sul e Central. Com o crescimento das cidades e descaracterização de seus habitat eles vêm sofrendo pressões das mais diversas formas e podem até deixar de frequentar certas áreas e abandona-las. Contudo, com um turismo consciente é possível integrar o turista, os agentes locais e os botos a fim de atingir um desenvolvimento com responsabilidade ambiental. Quando todos fazem sua parte, todos saem ganhando. E assim, o boto-cinza continuará a alegrar as águas do Lagamar com suas acrobacias por muitas gerações.

fone: (13) 3851-1201 / 98120-1330

email: